27 de outubro, 2021

9h00 – 10h30 | Painel 1 - Os desafios da segurança para a transformação digital

É preciso pensar a segurança como parte fundamental do negócio e não como apenas um projeto da área de tecnologia. A segurança é na verdade um habilitador do modelo de negócios, e é preciso enxergar a totalidade de riscos aos quais o negócio está exposto e criar um processo mais integrado e seguro, preparando a empresa para o novo modelo de trabalho do futuro.

Painelistas:
Renato Wada, Diretor de Segurança da Informação da FIS para a América Latina
Fabio Alcantara de Almeida, Gerente Executivo de Prevenção a Fraudes na FIS
Gustavo De Camargo, sales director da VU Security

10h35 – 11h35 | Painel 2 - Como garantir o acesso seguro

Como o modelo de trabalho home office, muitas empresas não estavam preparadas em garantir o acesso seguro da força de trabalho remota e nem mesmo comprovar a identidade dos colaboradores. A aceleração de mercados como de finanças, varejo, logística, entretenimento, tornaram-se alvos dos criminosos. Nesse painel vamos discutir como as diversas quais tecnologias de gerenciamento de identidade e acesso podem ser mais efetivas para garantir a proteção do novo ambiente de trabalho e consumo. A implementação de confiança zero é um exercício multidisciplinar que abrange a identidade, o gerenciamento de acesso e a segurança da infraestrutura.

11h40 – 12h10 | Palestra - Como responder as violações de privacidade e segurança da informação de forma rápida e assertiva.
Eventos recentes registrados em diversos países do mundo têm demonstrado como as empresas estão fragilizadas em relação aos controles de segurança da informação e garantia da privacidade e proteção de dados garantida aos titulares. Além dos problemas relacionados à interface humana como engenharia social, práticas negligentes ou mesmo ações de má fé tem demonstrado que os usuários destes sistemas de informação são outro grande foco de preocupação. Agravando o cenário, devemos considerar que as pragas digitais estão cada vez mais eficientes e destrutivas, representando uma grande ameaça para a continuidade dos negócios.

Palestrantes:
Marcio Guerra, diretor de Marketing e Inovações e Max Rabello, Data Governance Specialist da MD2

12h15 – 13h00 | Painel 3 - Como gerenciar as aplicações seguras na nuvem
Com a transformação digital das empresas, a segurança está migrando para a nuvem. Isso está gerando uma necessidade de serviços convergentes para reduzir a complexidade, melhorar a velocidade e agilidade, habilitar a rede multicloud e proteger a nova arquitetura. O interesse pela arquitetura de segurança de acesso à nuvem SASE (Secure Access Service Edge) está crescendo no mercado corporativo. Pesquisa mostra que 53% das empresas estão estudando esse conceito. Em 2025, pelo menos 60% das empresas terão estratégias e cronogramas explícitos para a adoção do SASE, abrangendo acesso de usuário, filial e borda, contra 10% em 2020”, conforme projeção da Gartner.

Painelistas:
Danilo Magnani, Gerente de CyberSecurity, Telecom e Redes da Recovery, empresa do Grupo Itaú
Felipe Ferraz, Head of Cloud Computing do CESAR

28 de outubro, 2021
9h00 – 10h30 | Painel 4 - Continuidade de negócios - Governança, Riscos e LGPD

As organizações devem instituir um programa para antecipar cenários de crise, gerenciar os riscos e estarem preparadas para minimizar perdas. É essencial estabelecer políticas de proteção de dados pessoais, de segurança da informação e medidas administrativas, técnicas, planos de continuidade de negócios, gestão de ativos, etc. O vazamento de dados gerou um custo médio de US$ 3.86 milhões nos Estados Unidos em 2020, devido à falta da descoberta e da resposta ao ataque e tempo de inatividade, causando perdas financeiras, o dano à marca e reputação da empresa.

Painelistas:
Leon Rodrigues, Engenheiro de Soluções da Onetrust
Dario Caraponale, sócio fundador da Strong Security Brasil
Samanta Oliveira, DPO do Mercado Livre Brasil e líder do Comitê de Proteção de Dados da Associação Brasileira Online to Offline (ABO2O)
Cláudio Dodt, sócio da DARYUS Consultoria

10h35 – 12h00 | Painel 5 - Como ser prevenir de ameaças avançadas

Tomar iniciativas proativas para evitar ameaças e intrusão cada vez mais está se tornado uma preocupação dos responsáveis pela infraestrutura de tecnologia e sistemas computacionais das organizações, haja vista o número crescente de vulnerabilidades. Os ataques direcionados atravessam os firewalls para atingir um alvo específico, para o qual é necessário o uso de Serviço Gerenciado de Detecção e Resposta ou Cyber Threat Hunting. Toda empresa precisa de processos mais automatizados que aumentem a eficácia dos processos de investigação e resposta a incidentes

12h05 – 13h00 | Painel 6 - Inteligência Artificial em Segurança Cibernética

As empresas com grandes conjuntos de dados de segurança podem combinar algoritmos, análises e aprendizado de máquina para identificar e reagir a ameaças quase tão rapidamente quanto elas acontecem e estão começando a olhar para a IA e a modelagem preditiva. Organizações de todos os setores estão recorrendo à IA em segurança cibernética para proteger suas redes e aliviar os centros de operações de segurança (SOCs), muitas vezes com falta de pessoal. A Markets and Markets estima que o mercado de segurança cibernética de IA atingirá US$ 38,2 bilhões em 2026, ante US$ 8,8 bilhões em 2019, um crescimento ano a ano 23,3%. IA não é mais uma visão de um futuro distante: a hora de começar a se preparar é agora.

Patrocínio Platinum

Apoio

Parceiro Institucional

Assessoria de imprensa
Realização
Open chat